domingo, 9 de novembro de 2008

Am(arte)

Sharon Rrogers, Lace, 2006

Haverá arte maior do que o rendilhado do Amor? Porque a malha que o tece exige-nos uma inegualável disponibilidade e porque somos absolutos e verdadeiros para nós mesmos quando amamos. Se te sinto de forma plena nada me faz desistir da parte que és em mim, porque sem ti não sou eu, sou apenas um estado de existência transitório. Amar-te é ser mais do que apenas eu, é acreditar que tenho um sentido e que me cumpro na arte de viver. Porque o Amor é vida e o contrário é morrer. Sem ti cuidei que morria e morri todos os dias e todos os dias sobrevivi porque acreditava que eras tu a minha vida e que, um dia, me voltarias. Porque, apesar da dor do longe e da distância, acreditei em nós, porque o Amor vivia em mim e sempre soube que em ti também. Haverá maior arte do que esta que me esculpe, no coração, o teu nome?

6 comentários:

nãoseiquemsou disse...

Estes post's arrepiam-me de uma forma boa :D

The White Scratcher disse...

Ler-te é umas das coisas que gosto de fazer todos os dias, sempre que possa. Gosto muito do que escreves e de como escreves, a cada vez me sinto mais calmo e a cada vez mais me sinto iludido. Sim, iludido. Há dias em que me parece de estar a adorar saborear a ilusão, porque parece ilusão o tudo que sentimos. Quanto mais alto é o voo, pior será a queda e todos sabemos que de quedas é feito o nosso dia a dia. Iludimo-nos até termos a coragem para abrirmos os olhos e pensar: será que vale a pena?

[P.S. Estou numa fase realista]

Always disse...

Nãoseiquemsou,

LOL... é bom sentir esse arrepio 'in a good way'! :D

Always disse...

The white Scratcher,

Obrigada pela atenção na tua passagem por este 'Copo...'. :)
Não pretendo, nos meus textos, fazer acreditar uma ilusão. Escrevo sobre o que vivo. Tento escrever da forma como o sinto. Há muitas formas de descrever sentimentos ou a ausência deles. O que aqui lês é a minha tradução do real - uma tradução muito própria. haverá tantas outras quantas as pessoas que amam e são compelidas a escrever sobre isso. A realidade não é um paraíso todos sabemos, mas também todos sabemos que os paraísos não existem! Essa sim é uma ILUSÃO! Já escrevi sobre a dor também, já caí e desesperei. O que te posso dizer é que o AMOR venceu e eu celebro, por palavras, a força que segura duas pessoas, incondicionalmente, uma na outra.

Vale sempre a pena!

White disse...

É por estas e outras coisas é que gosto muito de te ler.

Always disse...

Obrigada White pela cumplicidade de quem entende o que escrevo. :)