quarta-feira, 1 de julho de 2009

Natureza curiosa

Natebol, A curious nature, 2009

Porque a curiosidade é sempre um acto espontâneo em qualquer aprendizagem, é essencial observar, integrar e compreender. Somos mais se estivermos atentos. Somos nós por nós mesmos e mais aquilo que nos acrescentamos todos os dias pelo que sabemos aprender através do olhar curioso e espontâneo sobre todas as coisas. Assim é viver. Receber e dar, desinteressadamente, ao mundo o que sabemos em diferentes cores. A vida é assim… tudo a condizer.

4 comentários:

The White Scratcher disse...

Receber e dar desinteressadamente não é fácil. Quando damos, podemos não pedir nada em troca, mas no íntimo esperamos algo devolvido. Um sorriso basta, muitas vezes. Um sorriso diz, que foi percebido e que não estamos sós.
Bjs muitos. È bom ler-te.

Always disse...

The White Scratcher,

Quando leio os teus comentários, sorrio agaradecida porque sei que me entendes mesmo quando falho em tornar claras as minhas ideias. É como tu dizes, um sorriso basta para se perceber que o que damos é bem recebido e devidamente valorizado. Tão simples e, por vezes, tão difícil...

Um beijo para ti

White disse...

Não falhas nada em tornar as coisas claras. Fazes das palavras poesia e dos sentidos o nosso "modus vivendi".
Ler-te não é prazer, é um ponto de encontro.

Bjs

Always disse...

White,

Tens sempre palavras aconchegantes quando a dúvida se instala... Às vezes, tudo faz sentido, tudo é claro e sem margem para exercícios de interpretação. Outros dias, parece que o que escrevo não é o que é 'lido'. Por isso o teu comentário é tão gratificante! Obrigado. :)

Um abraço