sexta-feira, 4 de abril de 2008

Bolas!

Back to the start, Wise up, 2007

Há dias assim, dias em que corremos contra o tempo ou que fazemos tudo para o alcançar, mas o vento está contra e a maré não ajuda. E as horas passam e a noite começa e quase se acaba e nada acontece, ou melhor, tudo acontece ao contrário. E neste tudo de pernas para o ar, vou perdendo a noite porque perdi as palavras que tinha escritas para te amanhecer o dia. A tecnologia assim quis. Não me lembro de quase nada e pensei em desistir. Mas não sei desistir facilmente e tu sabes disso. Do que desapareceu sem pedir licença, ficou-me uma ideia, o mais importante talvez e, hoje, tem de ser suficiente o que é fundamental:
"...o meu coração desertou-me no dia em que nos encontrámos e ficou contigo, teimando na ideia de 'Sempre'. Nas tuas mãos o meu coração é infinito..."
Tinha escrito coisas bonitas a condizer contigo. Perdi o texto, mas desistir, não desisto - Bom-dia, Meu Amor!...

3 comentários:

Presença disse...

as vezes o ceu faz sentido e a eternidade tb...
bjo
bom fim de semana

Anónimo disse...

Parabéns, este blog é um verdadeiro hino ao Amor!

Always disse...

Presença,

No Amor a eternidade faz todo o sentido.

Beijos

Anónimo,

Bem, toda a gente tem um nome mesmo que não seja o verdadeiro.

Bem-vindo ao 'Copo' e obrigada pela simpatia do cumprimento. Este blog é um testemunho... o do Amor. :)