segunda-feira, 6 de abril de 2009

Apenas o essencial

Polyvios Stylianou, 25-09-2004

Não há nada que nos falte quando temos o essencial. Porque o essencial é tudo o que realmente nos faz falta. E quando sabemos o que nos é essencial todas as medidas e dimensões se acertam pela referência que assumimos como única e fundamental. A certeza do que temos é um bem escasso e nele depositamos toda a força e vontade do ser e da confiança. Nada nos derruba, nada nos torna fracos, nada nos diminui porque nos construímos na dimensão do essencial. O Amor. A medida da felicidade. Para isso nascemos, crescemos e procuramos. Para isso vivemos, porque a vida é apenas isso e nada mais para além desse bem essencial. Porque até depois da morte continuamos a amar quem não está, quem partiu, quem nos ficou por dentro sem tempo. És-me essencial e o que somos é a vida plena, tudo o que vale a pena. Porque te procurei desde que nasci em tudo o que existi para te encontrar. Porque a minha certeza é tão definitiva quanto o amor que me descobri ser capaz de dar. O meu essencial é o que crescemos em altura neste sentir absoluto lado a lado. A tocar o céu sem nuvens, embrulhadas num infinito azul feliz.

18 comentários:

t'Mary @ disse...

O amor move-nos =D

L. disse...

você me faz acreditar de novo e de novo. em tudo.

Always disse...

t'Mary@,

Benvinda ao 'Copo...' :)
O Amor, como o sonho, é um perpétuo movimento, porque é vida e nós só existimos no que a alma nos anima.

Always disse...

L.

É gratificante saber que as minhas palavras carregam essa esperança que nos faz acreditar. :)
Acredite e procure. Só encontraremos o que estamos disponíveis para receber e dar.

Uma abraço

Livremente disse...

Passei por aqui mas não consegui comentar..

Always disse...

Livremente,

Passa pelo 'Copo...' com toda a liberdade.

GRAFIS disse...

Acredito cada vez mais nisto que escreves, sobre o essencial, sobre o Amor e sobre toda a ordem que se constrói alicerçado nele, sobre o verdadeiro sentido de tudo.
AB GR

Always disse...

Grafis,

:) Fico feliz por te saber essa fé, porque, ao acreditares neste essencial, todo o resto te faz sentido, mesmo a desordem, que deixa de o ser, do mundo em que existes e estás. Acreditar que só precisamos do essencial - que é o Amor - é ter um objectivo fundamental: a vida como projecto, de alma cumprida.

Um abraço grande

underadio disse...

: )
E deixa-me q te diga: boa escolha musical. ; )
Dois beijos imensos, um para cada uma.

Always disse...

Underadio,

Por onde tens andado? Já sentíamos a tua falta... Espero que estejas bem, realmente bem! :)

Beijos de retorno em duplicado, a embrulhar votos de boa Páscoa.

PS - Nine Horses é um mix de David Sylvian + Rain Tree Crow, mas com um toque de algum mais que não sei defenir mas que encanta os ouvidos de uma forma quase original.

Livremente disse...

" o essencial é tudo o que realmente nos faz falta."
"O essencial é invisivel aos olhos"
já dizia não sei bem quem,o essencial é tudo aquilo que os nossos olhos procuram e tentam descansar perante a paisagem.
Quando se escreve desta forma duvido que haja copos vazios:):)
Cmpts.

PS hj n tenh tempo para comentar mais eheh:)

The White Scratcher disse...

Vejo cada vez mais os amigos como bem essencial. Não deixando de ser uma conversa de defesa, os amigos estão sempre presentes, no bem e no mal, em riqueza e em pobreza, na saúde e na doença.
São os amigos, quem consegue viver sem eles.

bjs

sverige disse...

Dos textos que mais me tocaram.
Sem palavras próprias, deixo algumas do eterno Brel (1956)

Quand on n'a que l'amour
A s'offrir en partage
Au jour du grand voyage
Qu'est notre grand amour
Quand on n'a que l'amour
Mon amour toi et moi
Pour qu'éclatent de joie
Chaque heure et chaque jour...

Um grande obrigado.

Always disse...

Livremente,

É verdade que 'o essencial é invisível aos olhos', mas sente-se e toda a gente à nossa volta percebe quando somos felizes. No fundo, a felicidade é algo que se 'vê', o Amor salta à vista no ar satisfeito com que enfrentamos o mundo.

Um abraço

Always disse...

The White Scratcher,

Os amigos são essenciais, indespensáveis e insubstítuiveis. Aquilo que somos é também pelo que os amigos nos acrescentam e o que nos damos aos amigos. Sem eles seríamos pouco, quase invísiveis numa imensa multidão. Quem amamos contamos também como nosso amigo. :)

Um abraço

Always disse...

Sverige,

Obrigado pelas palavras sem tempo de Jacques Brel e pela partilha do significado que o autor lhes confiou, aqui bem lembrado por ti a propósito do meu texto. :)

Bjos

whitesatin disse...

Quer esteja um sol radioso a aquecer-me a alma, quer esteja uma nuvem escura e fria a pairar na minha cabeça, este cantinho é a minha referência desde sempre. Porque sei que aqui encontro sempre a palavra certa, o sentido certo, do que realmente é essencial: saber que o amor verdadeiro e incondicional e eterno existe e subsiste na constância e na coerência de quem o encontra e sabe reconhecer e manter da forma mais lúcida e simples que se pode viver.

Estimada amiga, de mim terás sempre um agradecimento permanente pela tua disposição em partilhar neste espaço esta riqueza eterna :)

Um grande abraço

Always disse...

Whitesatin,

Deixa-me agradecer-te a amizade que na distância, ao sol e à chuva, consegues sempre - e reforço o 'sempre', porque tenho boa memória e guardo na alma com todo o cuidado o tanto que, desde que este espaço existe, me foste dando - me consegues fazer chegar e construir sem interrupções.

Um abraço grande e verdadeiro