quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Sonhar-te realmente

Sharon Rogers, Road Rules Series, 2006

Sonho tantas coisas a dormir e acordada que, por momentos, deixo de saber que realidade é sonho e do que sonho o que é realidade. E a vida acontece nessa intercepção de dois universos que assumem formas diferentes, umas vezes à luz da lua, outras vezes iluminadas pelo sol. E quando as noites se confundem com os dias, caminho entre o sonho e o real, onde a cada passo te encontro porque nada existe nem antes nem depois de ti. E enquanto os dias passam lentamente num relógio de saudades, sonho para me distrair da falta que me fazes. Sonho que um dia realizo o meu sonho de criança - vou à lua e volto no mesmo dia. Esse doce encanto de acreditar num truque de magia é um acto de fé, mais do que o sonho e muito para além da realidade. Se o sonho comanda a vida, sonho-te a ti a tempo inteiro, tu és a minha vida, incondicionalmente, antes e depois de tudo.

4 comentários:

whitesatin disse...

Olá minha querida amiga,

depois de reavivar a minha memória passeando por este teu magnífico Universo Paralelo em que se realiza o sonho e se sonha a realidade, muito me apraz constatar que a intemporalidade do Verdadeiro Amor mantém a coerência e constância características da sua Eternidade.

Perdoa a ausência, mas a vida dá tantas voltas, que, por vezes, perde-se o equilíbrio...

I´ll keep passing by :)

Beijinhos x 2

Sandrita Star disse...

Miss Always,

Ainda bem que escreves aquilo que eu também sinto...

S.Star

Always disse...

Whitesatin,

Minha querida Nat, por onde tens andado? Espero que estejas bem.

Senti a tua falta, profundamente. A tua ausência deixou-me mais pobre porque me habituaste mal e depois convenci-me que tinha/tenho muitas coisas para aprender contigo...
Obrigada por voltares, deixa-te ficar.

Um abraço das duas

Always disse...

Sandrita Star,

E diz-me, não é magnífico sentir realmente o que aqui deixo a cargo das palavras?

Um beijo