terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Robustez


Damon, 1937 Bentley, 2005

Enquanto dormimos, passeio-nos num carro de luxo antigo por caminhos que sonho contigo acordada. E quando a manhã nos regressa, desistimos do carro e continuamos a pé o nosso caminho cada vez mais próximo do sonho. E porque andamos e sabemos onde queremos chegar, vão acontecendo, todos os dias, coisas que nos surpreendem pela velocidade a que nos confrontam. Porque, às vezes, o mundo acontece mais depressa do que o pensamos. E sorrimos por dentro o que os olhos veêm por fora e a alma sente tão profundamente. E ainda que as partes que vamos construindo sejam, inesperadamente, mais do que imaginamos, somos muito mais do que modestamente julgamos, somos tudo e queremos TUDO porque menos não faz sentido. E amanhã teremos o dobro do tamanho, porque crescemos todos os dias dentro e fora de nós. Transbordamos um querer, uma vontade e a fé no eterno que somos nós. Tenho a certeza que todos reparam no que os meus olhos te escrevem no ar e acredito no beijo infinito que me devolves. Tenho a certeza de que quem nos repara reconhece a raridade em que acontecemos e vivemos ao segundo. Porque o Amor é raro e, no beijo infinito que transbordamos, somos únicas. Porque a nossa disponibilidade para amar é incondicional, é maior do que o sonho e tão imensa quanto a eternidade que nos vestimos todos os dias sempre mais intensamente... Menos não seria Amor simplesmente.

2 comentários:

RV disse...

minha querida...muito engraçado o que escreves te hoje , "2046" é definitivamente o filme deste post.
Sim tenho os filmes todos desse grande senhor,

bjs

Always disse...

RV,

Sou também fan incondicional do Wong Kar-Wai. Sugerires o «2046» como o filme deste post não podia ser mais elogioso - obviamente não mereço, mas OBRIGADA!

Deixo-te as palavras do início do filme. O resto saberás de cór certamente...

"In the year 2046 a vast rail network spans the globe. A mysterious train leaves for 2046 every once in a while. Every passenger going to 2046 has the same intention - they want to recapture lost memories, because nothing ever changes in 2046. Nobody really knows if that's true because nobody's ever come back. Except me. 2046."