quarta-feira, 4 de julho de 2007

Definição

Ann LT, Street Shots Series

O Amor é uma estrada de dois sentidos para percorrer, um dar e receber para cumprir em igual medida, um saber dizer e ouvir equilibrados. O Amor é adivinhar e compreender, mas também é não saber e perguntar. O Amor é feito de curvas e contracurvas e uma mesma velocidade. O Amor é medir tudo o que não tem tamanho, é querer segurar o vento, o mar e o tempo tudo mesma mão, ou apenas um beijo que nos faz fugir o chão. O Amor é encontrar-te em tudo o que penso e digo e acreditares em mim mesmo quando não te faço sentido. O Amor é sonhar-te durante a noite e acordar de manhã a teu lado, é embrulhar-te em pensamento nos meus braços duas ou três vezes por segundo e morrer de saudades a toda a hora. O Amor é acreditar em ti antes de uma explicação e fazer entender por entre o silêncio o que se perde nas palavras e o que falhamos em dizer. O Amor é ter a certeza de que fazemos tudo bem intencionado, esteja certo ou esteja errado. O Amor é o lugar onde tu e eu habitamos por debaixo da pele, é o brilho que te descubro no olhar quando olhas para mim e saberes que te espero para além do tempo e te desejo infinitamente.

8 comentários:

wind disse...

O amor é isso tudo mais o que U-Turn te escreveu nos comentários do post abaixo.
U-Turn vê lá se a convences a escrever um livro.lololol
beijos para as duas:)

whitesatin disse...

Que bela demonstração de fé nesse amor tão puro :)
Gostei mesmo!

Abraços

Miss F. disse...

O Amor. Todos os caminhos em que nos podemos encontrar dentro do Amor. São múltiplos, uns bonitos, outros dolorodos. Mas em todos esses caminhos existe um facto incontestável: é o Amor.


:)

Always disse...

Wind,

O Amor é o que sinto e rabisco e o tudo que as palavras da U-Turn me fazem sentir. E o Amor é mais, o muito mais que descobri e que ainda não sei escrever. :)

Livro... pois... LOL

Beijos das duas!

Always disse...

Whitesatin,

O Amor é grande, sem tamanho e puro e a fé nunca me abandonou.

Para reflectir: será que quando desejamos muito as coisas acontecem?

Abraço em duplicado

Always disse...

Miss F.

Bem vinda ao 'copo'! :)

Este amor é único e, nele ele, já percorri os dois caminhos: felicidade e dôr. Sobrevivi a custo, com fé no Amor. Deste Amor nunca desisti e valeu a pena acreditar. O Amor da minha vida voltou a ser um caminho infinito de felicidade. :)

Angell disse...

Nessa estrada de dois sentidos; ou seja na capacidade de dar e receber; está o segredo para o caminhar da felicidade!

Não acrechento, nem tiro uma virgula sequer do que escreves-te! :)

Bjs para as duas!

Always disse...

Angell,

Não acrescento, nem tiro uma virgula sequer do que escreveste.

O que por si prova que sabes do que estou a falar e reconheces o que quero dizer. :)

Beijos meus e da U-Turn