sexta-feira, 20 de abril de 2012

Uma página a cores

Sem título

Cedo à tentação para que a alma não adoeça de desejo, como quem escreve uma história sem palavras numa página a cores. Acolho, no corpo, o abraço de quem me quer tocar a alma, de leve que seja. Não me nego o que me oferecem sem, de mim, esperar a promessa que nem sequer insinuei. Não minto nem finjo o que não sinto, concentro-me apenas na cor que mais gostei. Não invento histórias de conquista nem me invento a mim num texto sedutor. Não me prometo nem engano quem, num beijo mais demorado, me tenta falar de Amor. Livro-me da tentação, caio no impulso e não no sentimento. E quando me dizem, em muitas cores diferentes, ao ouvido baixinho: 'quem quer de verdade não desiste; eu espero e insisto... e um dia, sem dares por isso, casas-te comigo!', eu, teimosa e  trocista, sorrio e resisto… Amanhã logo se vê!

9 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anabela disse...

Já ouviste dizer "água mole em pedra dura tanto bate até que fura"?... ;)

Always disse...

Lol... sabes bem que não tenho muito jeito para provérbios!! ;)

PS - Guarda-me os óculos longe do teu cão, please! :D

Anabela disse...

Hahah, e não quererás voltar e levá-los?... ;)

Always disse...

Amanhã!... Confio no teu cão!... :D

Cat. disse...

Já agora deixo-te também um provérbio muito a propósito do texto - "Quem espera sempre alcança.". :)
Quando vale a pena ninguém se cansa de esperar.
Um beijo graande,

Always disse...

Cat.,

És uma querida, obrigada! :)
Só me ocorre um provérbio 'Gato escaldado de água fria tem medo.' lol...
Gostar não é amar, pois não?

Beijo!

Maria disse...

Ana, és a essência de Clarice Lispector. Este texto é tão intenso, reflector o meu eu. Adorei!

Always disse...

Ui, comparar-me com Clarice Lispector é um elogio demasiado generoso!!! Obrigada, Maria, pelo teu apreço e simpatia! :))

Beijo!