sábado, 3 de março de 2007

Barkflip

Anabark, Windows, 2003

Flipside,
Hoje escrevo para ti, mesmo sabendo que não me lês porque sabes que tudo o que aqui escrevo não é para ti. Mas hoje o que escrevo aqui é só para ti e, ainda que não venhas ler-me, sabes de cor o que fica escrito. Vivemos uma na outra quase meia dúzia de anos e nem mesmo o intervalo de dor que se instalou entre nós nos afasta da inevitabilidade da tua vida estar, para sempre, na minha. A pessoa que melhor me conhece és tu e quem me ama verdadeira e incondicionalmente és tu. Quem chora por me ver triste a deslizar pelos dias, és tu; quem corre ao meu encontro para me segurar, és tu. E eu não sei porque amo outra pessoa quando tu me dás o melhor e o mais puro. Desculpa a minha imperfeição e a injustiça do que não te seguro. Não soube amar-te como tanto desejei e como sempre esperaste acontecer. Mas sei ser a tua melhor amiga e abraçar-te sem estares à espera. Saberei ouvir-te e aconselhar-te como sempre fiz para que cresças ainda mais forte e segura. O que somos tu e eu fica para sempre, fazes parte da minha vida como se o teu sangue corresse em mim. Sei que me adivinhas em tudo o que sinto e sofro - sei que, longe ou perto, choras e ris comigo. E enquanto a dor não parte de mim, deixas ficar o ombro e dois braços a embrulhar-me no conforto de quem ama eternamente para além de si mesmo, à espera que eu encontre a felicidade. Prometo-te que um dia serei feliz como me desejas. Prometo porque mereces a minha promessa e a minha dedicação ao que prometi. Prometo viver bem para que não chores procupada; prometo curar a minha dor para que adormeças e acordes descansada; prometo, da próxima vez, escolher melhor para mim; prometo dar-te ouvidos porque tu tinhas e continuas a ter razão. Prometo estar sempre aqui onde tu me sabes, e de onde nunca parti quando deixámos de ser nós, sem tempo nem distância no que soubemos construir com maturidade. Orgulho-me do que cresceste e da parte de mim que te ficou. Sinto-te infinitamente grande e gosto infinitamente de ti. Barkflip é a nossa eternidade.

13 comentários:

wind disse...

Emocionaste-me.Não comento porque é tão íntimo que seria uma intrusão. beijos

wind disse...

Esqueci que o gato é lindo:)

whitesatin disse...

Estou com a Wind, "no comment" emocionado :)

Bjs

Angell disse...

Always,
Pois é... não querendo imitar a Wind ou a Whitesatin; mas a verdade é que digo-te o mesmo que elas! Muito profundo... :)

Bjs!

P.S.: O gato é muito bonito! Eu tenho quatro gatinhas! :)

Always disse...

Wind,

Teria sido uma história do tipo 'viveram felizes para sempre' se o coração pudesse escolher quem ama, mas não pode, pois não?... 'Gostar muito' não é 'amar' e eu não sei mentir.

A Windows (a gatinha dela) teve um fim muito prematuro - adoceceu gravemente (muito frequente nas raças manipuladas) e morreu. :(

Bjs

Always disse...

Whitesatin,

Que melhor forma de 'amar' do que uma amizade incondicional e indestrutível?

Bjs

Always disse...

Angell,

Tão profundo quanto as marcas que deixam as pessoas que são (e serão sempre) importantes na nossa vida. Porque gostar verdadeiramente de alguém é ficar, para sempre, perto e presente, independentemente do caminho que se escolher seguir.

A Windows (gata da foto), meiguinha e de olho bicolor, morreu antes de completar 3 anos. A minha gata vive forte e robusta na sua rafeirice de gato de campo alentejano - dois olhos verdes malandros e traiçoeiros como se pode constatar na fotos que acompanham alguns posts do blog.

Bjo

Angell disse...

Always,
Algumas pessoas deixam realmente marcas que nunca serão apagadas! Mesmo que já não estejam estre nós! Se estiverem são o nosso abrigo, o porto seguro; e é nelas que recebemos as forças necesárias para irmos em frente! :)

Sobre a Windows, que pena só ter vivido 3 anos! Era linda! As minhas são rafeiras como a tua... mas sem os olhos verdes! :)

Bjs!

wind disse...

Entendo-te Always, também penso como tu. Gostar muito não é amar e à conta disso safei-me de um casamento aos 19 anos.lololol.
Claro que nunca mais vi o fulano, eu era terrível:))))

Always disse...

Angell,

É, sobretudo, importante, reconhecer quem gosta de nós verdadeiramente e saber construir uma amizade pura já que não pudemos dar amor.

Tenho a certeza que as tuas gatas, mesmos sem olhos verdes felinos, serão lindas! :)

Bjos

Always disse...

Wind,

19 anos?! É uma vida inteira, tempo demais para descobrir que falta qualquer coisa. 'Gostar muito' é pouco para aguentar uma vida inteira uma parte de nós por cumprir.

Nunca inventei amor por quem nunca cheguei a senti-lo. E tive pena de apenas 'gostar muito' e nunca ter conseguido amar quem merecia.

Bjos

SK disse...

Não há como quem nos quer bem... :)
Fá-lo por essa(s) pessoa(s). Fá-lo por ti, se te queres bem.
E os que não nos querem bem… que vão à vida deles, e sejam felizes… e Deus queira que consigam, que aprendam…

Always disse...

SK,

Hoje estou em perfeita sintonia com as coisas que vais dizendo. :)
Concordo contigo - quem nos quer bem merece o melhor de nós e o melhor de nós pode revestir-se de diversas formas de estar e de sentir.

Um beijo.