terça-feira, 13 de março de 2007

Mar me quer

José Pinto, Dourada, 2004

Quantos anos passam em cada minuto despido da tua pele? Sinto a vida interrompida nos intervalos em que não acontecemos e a respiração suspensa no que não me canso de esperar. E no tempo em que te demoras vivo-te intensamente do que me ficou do dia atrás. Sinto a marca dos teus braços no meu corpo abraçado de saudades e a ponta dos teus dedos na pele que me tocas mesmo quando não me tens contigo. Sinto-te chegar e partir no mesmo fogo antigo que, longe ou perto, hoje e sempre, nos consome. O que somos não tem tempo porque existimos dentro e fora do pensamento. Tu e eu somos o espaço imenso de um mar de amor sem fundo. Naveguei-te na distância e, nas voltas que dei no fim do mundo, nunca deixei de te encontrar. Ausência é falta, é morrer sem deixar de respirar. Se o mar me quer como eu quero o mar, só a viagem me importa e a certeza que tenho de conseguir chegar. A sede que temos de nós não nos deixará naufragar.

12 comentários:

whitesatin disse...

Always,

a tua fidelidade ao mar é admirável. Grande marinheira me saíste :D
Lembras-te da minha teoria do ciclo da água? É como tu bem dizes, só a viagem realmente importa, tudo o resto é intrínseco.
Bons ventos te guiem.

Um abraço e have a nice day.

DUCA disse...

Gosto do que escreves. Não apenas pelo estilo, que é bonito mas, essencialmente, pelo teu sentir que me deixa orfã de palavras para exprimir o quanto gosto.

Bamboo disse...

São sempre lindíssimas as tuas palvras. Enchem-me de bons feelings numa fase em q ando meio descrente.Ainda bem que há teimosas:)Bjs

wind disse...

Lindoooooooooooooooooooooooo:)))))
"Ópamim a sorrir:)
E a prosa bela:)
Linda foto:-)
beijos.

porquinho/a feliz disse...

There's enough in my life
To make me so sad


...so i'm going to

Just dream about
Someone else tonight


you're running low on ideas?! :D F.

Always disse...

Whitesatin,

Amo o mar porque é infinito. Marinheira não sou, mal sei nadar... :D

Guia-me o sentimento que me sopra as velas do barco.

Abraço.

Always disse...

Duca,

Obrigada pela tua generosidade e pela atenção com que me lês. Escrevo apenas o que me vai na alma tal e qual me sai do coração.

Bjos

Always disse...

Bamboo,

Sê bem-vinda ao 'copo' que teve sempre muito dentro: teimosia e muito sentimento.

Obrigada pela simpatia. Espero continuar a transmitir bons feelings no que me lês.

Bjs

Always disse...

Wind,

É bom, uma vez por outra, fazer-te sorrir com o que escrevo, já que tantas vezes escrevi triste. :)

Bjs

Always disse...

Porquinho feliz,

Low on ideas, dear? No, quite on the contrary, actually. There's so much going on my mind. The sky is coming clear on my head. :)

Hugs!

SK disse...

...aaahhhhh ouve-se Moby por aqui... :)

Always disse...

Moby era um mimo que escolhi para ontem. Hoje já é novo dia... :)

Beijo