quarta-feira, 14 de março de 2007

Sonho-te a cores

Zenmatt, Paint Trck, 2006



E quando me adormeces no desejo que te embrulha em mim, não sei se durmo, se sonho ou se de saudades eu já morri. Amanheces-me a pressa de acordar para correr o que me falta para chegar-te. Não durmo, fico horas acordada no amor com que te desenho o corpo quando não estás comigo. No calor que me incendeia corpo e alma, desassossego em tudo o que recordo de ti. Quero-te lentamente no abraço de fogo que não se acaba em nós. Quero-te com a urgência do respirar que nos segura a vida. Dizer que te desejo é pouco, desejar é menos do que a vontade do verbo 'querer' e eu quero-te muito para além do desejo que nos consome. E por todas as vezes que não consegues adormecer porque me pensas na tua pele e por debaixo dela, eu invento mil maneiras de me sentires na mesma saudade que te arranca ao sono. Não durmo, sonho-te com o vagar incendiante de quem te espera numa promessa de beijos que ilumine, por inteiro, a estrela que me és, gravada no meu coração. Deixa-te ser comigo eternamente.

8 comentários:

ana disse...

Antes de qualquer outra coisa parabéns pelo blog. :)

Permite-me dizer que tu não escreves, tu brincas com as palavras, utilizas letras de uma forma tão harmoniosa e ao mesmo tempo intensa que em vez de escreveres crias sensações.
Este post, bem como os outros está delicioso. Obrigada

Bjokas ana

whitesatin disse...

Pegando no comentário da Ana: Ler-te é como comer algodão doce ;D

Um beijo doce, hehe

wind disse...

E mais uma vez uma bela prosa poética!:)
Arranja um editor, deixa a preguiça e anda com isso para a frente:)
beijos

Always disse...

Ana,

Mais uma vez obrigada e sê bem-vinda! :)

Brinco com quase tudo, com as palavras e ordem delas, só não brinco com o coração. Escrevo como sinto a música, num ritmo que dá conta do diálogo entre o corpo, alma e coração.

Beijos.

Always disse...

Whitesatin,

Nada acontece por acaso. O algodão doce com que me lês vem dessa tua capacidade infinita de sentir a alma para além das palavras.

Um beijo 'pegajoso'. :)

Always disse...

Wind,

Obrigada. :)
Estou a pensar seriamente em deixar de ser preguiçosa. Prometi-te um exemplar autografado... :D

Beijos

wind disse...

yessssssssssssss:)
bjs

Always disse...

LOL..

Achas que alguém vai comprar o que se passa "dentro de um copo vazio"?... ;)

Bjos