sexta-feira, 22 de dezembro de 2006

Dizem...

Analogic «Abraço», 2006
Dizem que a paixão o conheceu

dizem que a paixão o conheceu
mas hoje vive escondido nuns óculos escuros
senta-se no estremecer da noite enumera
o que lhe sobejou do adolescente rosto
turvo pela ligeira náusea da velhice

conhece a solidão de quem permanece acordado
quase sempre estendido ao lado do sono
pressente o suave esvoaçar da idade
ergue-se para o espelho
que lhe devolve um sorriso tamanho do medo

dizem que vive na transparência do sonho
à beira-mar envelheceu vagarosamente
sem que nenhuma ternura nenhuma alegria
nunhum ofício cantante
o tenha convencido a permanecer entre os vivos
AL BERTO

5 comentários:

wind disse...

Al Bertoooooooooooooooooooooooo:)
Obrigada, como gosto dele:))))

wind disse...

Até esqueci de escrever que a foto é linda:)

analogic disse...

sorrio-te um rio
abraço-te pela cidade

Always disse...

Wind,

Não agradeças. É também um dos meus poetas preferidos. :)

A poesia da foto está no olhar atento da Analogic pelas ruas de Lisboa.

Always disse...

Analogic,

Devolvo-te o abraço com um sorriso infinito que corre para o mar.