sexta-feira, 1 de dezembro de 2006

Morrer de saudades

Anabark, Esconderijo (MAI06)

E que saudades se devem sentir da parte de nós que deixou de acontecer? Recordar é viver, mas esse viver de memória é também morrer um pouco no presente que descuidamos. As saudades matam o que existe e o que está por vir. Sentir saudades é morrer aos poucos num desperdício de nós. Se deixarmos o tempo à solta num vórtice desordenado, perde-se o sentido e a felicidade do instante que passa.
Lembro-me de quando vinhas ao meu encontro, com saudades a saltarem-te da boca. Lembro-me de dizeres 'morro de saudades no tempo que não estou contigo, mas gosto de sentir assim estas saudades'. Lembro-me de te responder 'adoro sentir-te com saudade e dizer-te da falta que me fazes!' Se hoje disser 'morro de saudades tuas' é porque não te tenho, porque não te vou reencontrar e, então, morre um bocadinho de mim a olhar para trás. Não é bem a mesma coisa do que dizer 'morro de saudades tuas' quando o nós existe e contamos os minutos que faltam para um novo abraço.
Ja não gosto de sentir saudades tuas, não quero lembrar-me de ti nem recordar-nos. Não faz nenhum sentido perder mais tempo contigo em memórias do que foi. Já que não posso evitar o acaso de encontrar-te ao virar esquina, quero esquecer-me de ti nos dias em que não te vejo. Quero passear-me descansada de ti.
Não quero morrer de saudades.

6 comentários:

Senhora Saudades disse...

You try to forget but it's impossible,
That's song stays in your head and it's unbearable
It says remember who you are,
Remember what you want,
It whispers your name,
Don't wait until is gone.


remember to forget. tomorrow is another day, darling. ;)

F.

Always disse...

Darling F.

I'm very much committed to explore the concept 'how to induce amnesia on yourself'. ;)

Remember to forget - absolutely! I keep that in mind everyday!

Senhora Saudades disse...

cheers, darling. let's watch ABFAB together :)

beijinhosssssssss!!!!!!!!!

F.

Always disse...

Hahaha....

Yeah dahling, let's do that yeah with some boli-stoli in the glass!... Cheers dahling!

[said in Patsy's tone]

analogic_Nureyev disse...

venho aqui fazer uma pirueta, daquelas que se fazem para derrubar muros... porque sei que algumas pedras de alguns muros, por vezes, são feitas de saudades.

abraço_em_pontas

Always disse...

analogic_Nureyev:

Enquanto danças fico aprender-te a arte da pirueta.

Os muros são feitos de saudades infinitas do que perdemos e do que procuramos e não sabemos encontrar.

Um abraço a tentar dançar.