domingo, 28 de janeiro de 2007

Em Exibição

Anabark, Poster de Cinema (JAN07)

Não faz mal. Pelo bem que te quero, não faz mal. Fico-me pelo que os meus olhos te alcançam nos breves instantes em que passeiam pelos teus. Já que não posso tocar-te a pele que já foi a 'pele da minha pele' também, nem abreviar-te o medo de me quereres como eu te quero, seguro-te no olhar e guardo o que me é permitido neste longe que fica entre nós. O meu querer é-te indiferente. A dor é minha e a falta que me fazes também. Não faz mal, porque te quero bem.

23 comentários:

SK disse...

Se tu continuas a ver esse filme... não sei não...
...mas estou a ver que vais ficar a assistir até ao fim. Afinal, tu e a tua fibra, a tua Fé, não são de virar costas.
Sé espero que tudo não seja em vão, e que o filme seja daqueles que acaba com "e viveram felizes para sempre".
Vá-se lá saber... pode ser que aconteça um pequeno “milagre”. Basta querer e acreditar. Certo?
Bjs

Anónimo disse...

Raios que a rapariga insiste.lololol
Isso já não é amor é obcessão.
Há mais gente neste mundo e assim só te magoas.
Já gastei o meu parlapiet todo contigo:)))
bjs

Always disse...

SK,

Sabes que gosto de cinema e, em particular, do surrealismo de David Lynch em que não há 'finais felizes'.

Já vi este filme até ao fim. Mas quando o filme acaba, há sempre comentários para fazer...

Bjo

Always disse...

Wind,

Lol... eu não te disse que os Touros são teimosos? E para piorar tenho ascendente em Capricórnio!

Tenho a certeza que não esgotaste argumentos... lol... Não desistas! :D

whitesatin disse...

Ao contrário do que é aqui comentado pelo ppl, eu sou apologista de que se deve "ver" o filme todo. E se possível, várias vezes porque um bom filme tem sempre mais qualquer coisa para mostrar(ensinar), tal como um bom livro. De que outra forma se poderia comentar(aprender) de forma honesta e verdadeira todos os segmentos da trama(drama/trauma)? ;)

Anónimo disse...

xiiiiiiiiiii capricórnio ascendente e touro signo, estou feita! lololol
Eu ao meos sou sagitário com ascendente Leão. Ninguém me segura. gargalhadas:)
Olha então se queres curtir as mágoas, estar num filme onde já não és personagem, foste, aliás ninguém é personagem, continua, lembra-te todos os dias, não olhes para mais ninguém, e duas coisas podem acontecer: Um dia sem dares por isso esqueces, ou envelheces só.
E agora sim, não sei que mais escrever, porque estás a ser masoquista e custa-me ver isso.
bjs

Always disse...

Whitesatin,

Corcordo contigo e acrescento que, quando o filme é bom ou quando não percebemos tudo completamente, se deve ver o filme mais do que uma vez. Por isso gosto tanto do cinema de Lynch - aprendo sempre coisas novas que me escaparam da primeira vez. ;)

Always disse...

Wind,

Hahaha... Vês, eu não te avisei - touro-capricórnio é do pior. Sagitário-leão não sei bem o que é porque não percebo nada de astrologia, prefiro recorrer àquilo que conheço da experiência e aquilo que sei é que os Sagitários são muito boa gente, muito seguros de si. :)

Quanto ao filme, a única desculpa que tenho é que gosto de bom cinema e escrevi uma boa parte deste argumento.

Anónimo disse...

Novamente uma resposta escorregadia lololol:)
Acho-te um piadão:))))

SK disse...

Aaaahhhhhhh!!!!! David Lynch!
Não tinha percebido quem era o realizador.
Sabes que desse filme só vi o thriller e não cheguei à parte do realizador.
É! Já vi que temos surrealismo, subterfúgios e subjectividade com fartura. Mas eu até nem acho que os filmes do Lynch acabem mal. Acabam menos mal, ou não acabam, pura e simplesmente. E deixam sempre demasiadas pontas levantadas. Eu até gosto dos filmes do Lynch, mas se fosse a ti, e no caso em concreto, mudava de realizador… ou então mudaria o argumento, já que a mão é tua. :)
Bj

Anónimo disse...

Meninas,

A Miss Always é uma das maiores peritas em cinema do país (ela que me desculpe, mas as verdades têm de ser ditas sobretudo quando em benefício de alguém tão especial quanto ela); e não é teimosa, é persistente e a persistência é uma qualidade que poucas pessoas têm; e não esquecerá, porque os "sábios perdoam, mas não esquecem"; e envelhecer, jamais acontecerá; e só, isso é que nem pensar, fica comigo!

S.Star

whitesatin disse...

LOL!!!
Contra uma defesa destas não há argumentos que resistam, hehehe.
:D

Always disse...

Wind,

Heheh... só digo o que quero dizer. :))

Always disse...

SK,

Ok, até tens razão, os filmes de Lynch não acabam propriamente mal, não acabam pura e simplesmente.

Quanto ao mudar de realizador/argumento é um conselho sensato, sem dúvida. :)

Always disse...

Querida Sandra,

Hehehe... Conheces-me bem,é verdade, mas olha que saber algumas coisinhas sobre cinema e ter feito uma enciclopédia (à venda no mercado) em que fui responsável por essa matéria, não faz de mim uma 'perita'. Sou apenas uma pessoa gosta MUITO de cinema como expressão artística. :)

E sim, a persistência é uma virtude dos sábios... ;)

Sei que nunca acabarei só, porque tu existes sempre perto de mim. :)

Always disse...

Whitesatin,

Pois é, a Sandrita Star é ainda mais persistente que eu em tudo na vida.

E sabe bem o que quer e o que fazer para ganhar contra tudo e contra todos - uma adversária indefectível. :)

Anónimo disse...

Bem, perante tudo isto, já estou como whitesatin, não tenho, nem quero ter argumentos perante uma pessoa tão inteligente, que só diz o que quer, como é lógico, analista, que gosta de puzzles, que gosta de David Linch ( eu gosto, mas alto aí, estamos no real), que gosta de prolongar os "filmes" mesmo que sejam dolorosos, (eu já saí a meio de "filmes" que me magoavam), que é muitíssimo teimosa (coisa que também sou) e principalmente que é extremamente inteligente , genial, aí fico a perder:)
Sendo assim, a partir de hoje só comento, se der, a forma da escrita dos textos e deixo-me de parvoíces que já tenho idade para ter jíjo.
E agora para a srª que gosta de puzzles aqui está mais um bocado de mim num poema que editei hoje no webclub:
Se não houvesse fronteiras

Se não houvesse fronteiras
Entre mim e mim
Eu já não seria eu
Mas sim outra

A fronteira de mim
Não deixa abrir a porta
Para mim entrar
Usa sempre uma máscara.

A fronteira de mim
Não deixa o outro mim libertar-se
Fica em silêncio
É só bom ouvinte.

A fronteira de mim
Não deixa quebrar as fronteiras
Não me deixa ser mim
A outra mim espera.

Wind
Inte:)

Anónimo disse...

*juízo

Always disse...

Wind,

Vamos deixar cair esse retrato-robot irónico que fizeste de mim. É irrelevante o que sou ou deixo de ser.

Sê tu mesma nos comentários que fazes, isso é que é importante.

Obrigado pelo poema.:) É interessante essa dualidade em que te descreves - traduz uma busca de propósito em que te procuras e, simultaneamente, em que te não te permites ser. Pergunto: por que razão existe essa fronteira? Não é para responder, mas sim para reflectir. :)

porquinho feliz disse...

(...) this film is terrible. i'd rather spend 2 precious hours of my precious life at the wondrous Oceanário de Lisboa and feel like a child again.
(but then i'm only passing by, i am not going to make a judgement of
your life [ref: Zero 7, track: Passing By. :) ])

Holden: Describe in single words only the good things that come into your mind about... your mother.
Leon: My mother?
Holden: Yeah.
Leon: Let me tell you about my mother.
[Leon OPENs FIRE!!!]


i still luv ya :)

F.

btw, yes it's me Senhora Saudades, almost 2 weeks later.

Always disse...

Dear 'Porquinho feliz',

I'm sorry I did some editing in your post but I had to. You wrote something you shouldn't, a small detail I'm not interested to put in the open - I'm sure you understand what I'm talking about. (you must not tell other people's secrets).

As for the rest, everyone knows my weakness, it's all over in every post.

I still luv ya just the same. :)

porquinho feliz disse...

i knew you would. i appologise nonetheless, here. however i will not appologise for the Leon/Holden quote! if you can read between the lines you'll know.

thank you for luffing me just the same :)

F.

Always disse...

LOL... You know me too well! :D
The Leon/Holden quote [Blade Runner] is fine, I got the message, yeah...

PS - You're right in every word in your email. Thanks dahling, you speak the truth and I appreciate that.

PS - Got your postcard yesterday. :)

Saudades e um abraço.