segunda-feira, 22 de janeiro de 2007

Metáfora


Anabark, Do lado De Fora (OUT06)

Através do vidro, do lado de fora, uma espera de teia estendida. Silenciosamente atenta. Não há vida daquele lado, mas não desiste. Não lhe ouço o movimento, mas vejo que ele existe. Sinto-lhe ansiedade na guarda à vítima que observa. Admiro-lhe a paciência faminta da vida que todos os dias encurta sem nada lhe sobrar, a não ser o que lhe fica da espreita metódica e silenciosa ao que está por detrás do vidro. O que ela não sabe é que na teia é sempre Outono e por fim, fatalmente, o Inverno. E, alguém escreveu, há só um caminho para a vida, que é a vida...

18 comentários:

Presença disse...

Alguém um dia disse-me que até os 40 aprendemos a esperar e so depois amar...

Bjs


P.S.- Ai, continuo com insonias...

Always disse...

Confirmo a teoria! :)

Um abraço.

PS - Eu ajudo... 3500, 3499, 3498, 3497, 3496,... 3495...Zzz... 34...94... Zzzz... 3.. 3..91... ZZzzz...

SK disse...

Ena pá.... huuugggg
Uma aranha logo de manhã, ainda uma pessoa não acordou, horrorosa, e ainda por cima destas, peçonhentas... vou-me já embora que fiquei mal disposta.
Aaahhhhhrrrrggggg
Volto mais tarde, preparada, psicologicamente...

Always disse...

Recompõe-te, a aranha não te faz mal, está do lado de fora da janela.

PS - Ok, confesso, tmbém tenho medo de aranhas.

wind disse...

Achei o texto uma excelente metáfora:)
bjs

Anónimo disse...

Não tenho medo de aranhas, nem daquelas mortíferas, mas tenho medo de algumas coisas q disseste.

Anónimo disse...

Parabéns, capturaste maravilhosamente a sensação que tenho em relação às pessoas que tentam "viver" a vida através dos outras, sem saberem, tentarem ou sequer desejarem viver por elas próprias.

A vida é aquilo que cada uma de nós fizer dela. Há nela um actor principal e esse actor principal tem livre arbítrio para escolher como irá ser o desenrolar do seu papel!

Hoje retomo nas mãos as rédeas da minha vida e nem sabes o alívio que é (ou se calhar sabes...) sentir que a minha direcção é aquela que eu escolher!

Beijos grandes e força!

Anónimo disse...

('') mas é normal sentirmos medo desde que esse medo não nos congele por fora, e muito menos por dentro!...

Always disse...

Wind,

As metáforas não são apenas figuras de estilo, pois não? :)

Bjos

Always disse...

(''),

Pois, eu tenho medo de aranhas, mas mais ainda tenho medo das coisas que escrevi.

Always disse...

Blue,

A escolha acertada é, acima de tudo, aquela que nos faz feliz por dentro. É isso que procuro.

Um beijo e mantém-te fiel a ti mesma.

wind disse...

Always, metáforas são figuras de estilo que equivalem a comparações com algo real, ou não:)
Percebi o teu texto e só me apeteceu comentar aquilo.lol

wind disse...

PS: Tu és provocadora, hein? gargalhadas
bjs

Always disse...

Wind,

LOL... Não tenho dúvida nenhuma que percebeste o meu texto, estava só a reforçar o teu comentário...

E sim, sou uma provocadora! ;))

Beijos.

SK disse...

Normalmente elas arranjam sempre um buraquinho para entrar para dentro, e mesmo que não entrem, sabem usar bem o factor psicológico/emocional para nos manter sempre a olhar para elas...

Eu não suporto aranhas, nem mesmo aquelas escanzeladas que não só um grão de areia com umas grandes patas...

Anónimo disse...

Permite que te diga que a vida está daquele lado, por isso espera mesmo sabendo que o inverno chegará...és a maior!!!

Always disse...

SK,

É bem verdade, chamam irremediavelmente a nossa atenção e se nos descuidamos invadem-nos a casa sem nós darmos por isso. Não me agrada nada de ter teias de aranha em casa... pelo sim pelo não, passei a ter uma vassoura sempre à mão, para não ser apanhada desprevenida. ;)

Beijos.

PS - Obrigada (tu sabes porquê). :)

Always disse...

Anónimo,

Então não se arranja um nickname jeitoso? :)

O inverno chegará inevitavelmente para todos os lados, mas a vida está do lado de quem a souber alcançar sem teias na cabeça.

E olha, 1,67 m não é grande altura, mas obrigada pelo piropo. :))))