terça-feira, 30 de janeiro de 2007

Sombra

Michel Corboz, Haut les Mains

De mãos enormes erguidas no ar, a sombra caminha rente ao chão. A sombra não dá nem sabe segurar porque a inconsistência da matéria que a define torna inviável uma vontade própria e a libertação do corpo em que permanece condenada. A sombra é um esboço de vida, uma projecção de um corpo contra luz, a impalpabilidade do ser que existe e que passa ao lado. A sombra é retrato de gente mas nunca será mais do que isso e por isso se distorce e se prolonga pelo chão. E nesse vazio de ser e na inconsistência de querer eu te encontro e te quero resgatar. Dei um passo e a distância não diminuiu. A ponte que seguro entre os dedos de nada me serve, tenho de ficar aqui na sombra da promessa que te fiz de não atravessar. Suspensa nesta ponte de silêncio que me estendes e que esperas de mim. Que fazes tu por amor?...

23 comentários:

whitesatin disse...

É curioso, surpreendes-me com frequência com os teus escritos.
E olha que não é fácil deixar-me surpreender...
Só para ficares com uma ideia: Tenho uma teoria de que o oposto da Luz não é a Escuridão, como me foi ensinado, mas sim a Sombra.
Desculpa mas não vou desenvolver porque ainda estou a estudá-la :)

Bjs

Anónimo disse...

Não te coloques de costas para luz, porque só darás sombra... coloca-te sempre de frente...


Bjs

Always disse...

Whitesatin,

Se calhar é apenas uma questão de semântica - a sombra é ausência de luz, ou seja, incapacidade de reflectir luz). A ausência de luz é a escuridão.

Gostaria de saber a tua opinião. :)

Bjo

Always disse...

Presença,

A sombra por ela mesma desconhece a luz e os seus efeitos. Ignora-a porque tem medo do que a luz lhe pode descobrir...

Bjo

Always disse...

Wind,

Este texto é mais uma metáfora relativa às pessoas-sombra.

Bjo

Anónimo disse...

Como se diz na minha terra "...e mai nada". Lindo!!!!

Beijos

Always disse...

Jaime,

Obrigado. Vindo de ti, é um elogio. :))

Beijos

whitesatin disse...

hmmm...estou a entrar em terreno pantanoso...preferia discutir este tema de outra forma, mas tu és uma melga e não me ías deixar em paz :P
Assim sendo aqui fica resumidamente a minha teoria de acordo com aquilo em que acredito:
Deus é Luz. A Escuridão é ausência de Luz. O ser-humano foi criado à imagem e semelhança de Deus. Assim, o ser-humano não é Luz, mas também não é Escuridão, porque, lá está, é imagem e semelhança da Luz. Como tal, tem características da Luz. Somos uma imagem, uma silhueta, um reflexo da Luz. A Sombra, apesar de ser um sinónimo da Escuridão, tem algumas diferenças. A grande diferença entre Escuridão e Sombra é que a Sombra não existe onde não há luz, porque precisa de Luz para poder ser projectada, e a Escuridão só existe onde a luz não chega.
O ser-humano encontra-se entre a Luz e a Escuridão, a que eu chamo crepúsculo. Somos Sombras, e vivemos numa verdadeira "twilight zone".

Quando eu disse lá em cima que o oposto da luz era a sombra e não a escuridão estava-me a referir a esta questão teológica que me ensinou que nós nascemos e vivemos na escuridão até descobrirmos a luz divina.

Espero ter-me feito entender. Se bem que é uma teoria que ainda estou a estudar, e obviamente tem imensas falhas. Mas a ideia geral está cá.
Não esquecer o facto de que isto é uma opinião pessoal baseada na minha fé pessoal. Não tem nada a ver com mais nada ;)

Anónimo disse...

Este texto lembra-me aquele do buraco negro... Andamos à voltas? De roda? Em círculos? Voltámos ao princípio? hummmmmm...

Mais uma vez voltamos a Deus... fico surpreendida pela segunda vez...
Aqui vai mais uma teoria:
Deus é luz no sentido em que nos ilumina, i.é., nos revela, nos é revelado e nos dá entendimento, nos guia através da escuridão, que é a ignorância, a descrença, a ausência de "alicerces", a ausência de princípios orientadores, etc.
O veículo através do qual somos "iluminados" é através da Palavra de Deus, dos princípios e valores morais (do amor, da consciência, da justiça, etc.) revelados através dos evangelhos (digo eu, pq para mim, do grande livro que é a Bíblia, são aqueles que realmente importam).
Deste modo, alguém que permanece na sombra ainda não descobriu verdadeiramente a sua fé, o acreditar em Deus e na Palavra de Deus e assim a luz.
Aqui entra depois as significações Deus=Amor... and so on… well… see you.

Always disse...

Whitesatin,

EU sou uma melga?! É a primeira vez que me dizem isso.

Deixa-me dizer que ainda bem que perguntei, porque adorei ler a tua teoria. Não só é uma visão interessante da relação homens e Deus, como achei particularmente feliz a distinção entre Escuridão e Sombra, na medida em que releva a incomplitude e imperfeição do ser humano e oportunidade de reconhecer a Luz sob a forma de Fé. E nesse contexto, as escolhas são caminhos, uns mais perto da Luz outras mais perto da Escuridão.

Agradeço-te a eloquência a partilha da tua fé pessoal. Gostei imenso de te ler! :)

Always disse...

Wind,

Queres mesmo que apague os teus comentários? Não vejo nenhuma razão para isso - não leves as coisas com essa gravidade. :)

Always disse...

SK,

Buraco negro?! Eu não escrevi nada sobre buracos negros... ainda. Por acaso, até é uma matéria que me interessa particularmente - gosto muito de astronomia e a teoria dos buracos negros no espaço apaixona-me. :)

Quanto a 'andar às voltas', enfim, talvez seja mais correcto dizer 'continuar no mesmo sítio'.

Eu subscrevo a teoria que diz que Deus é luz, no sentido em que nos revela e orienta segundo princípios de Amor, Verdade e Justiça, etc. Esse é um entendimento que construimos em nós mesmos e um caminho que escolhemos percorrer. Logo, como tu bem dizes, 'alguém que permanece na sombra ainda não descobriu verdadeiramente a sua fé, o acreditar em Deus e na Palavra de Deus e assim a luz.'

Não basta dizer que se acredita e depois não agir em conformidade. A mentira interior é permanecer na escuridão, é falta de amor-próprio. Sendo Deus = Amor, a luz começa na capacidade de nos aceitarmos e respeitarmos como somos. O princípio de verdade não é só válido na nossa relação com os outros, começa em nós mesmos. Não podemos ser verdadeiros com os outros se não formos, antes de tudo o resto, verdadeiros em nós mesmos. Fazer acreditar alguém uma coisa que não somos é caminhar na escuridão - isso também é mentir e enganar e não é justo para ninguém.

Bjo

SK disse...

Quem falou em buracos negros fui eu, num post qualquer que tb falava de ficar na sombra, à espreita :)
...se não me falha a memória.

Fazer acreditar alguém uma coisa que não somos é mentir-lhe. Se nós vamos ou não para a escuridão, isso, já é connosco.
Bj

PS - Muito boa música, sim senhora!

whitesatin disse...

LOL Always
Alguma vez haveria de ser a primeira :P
Fazeres-me revelar aqui, assim às 3 pancadas, uma teoria que ainda está tão verdinha... :)

Oh Wind, então? A tua opinião não é nada descabida. É um facto que cada um de nós tem uma sombra e que essa mesma sombra é inalcansável apesar de ser algo intrínseco.
Este texto juntamente com o teu comentário faz-me lembrar a lenda de Narciso :)

Always disse...

SK,

Vou rever o teu comentário do buraco negro... se conseguir localizá-lo.

Não só fazer acreditar algo que não somos é mentir conscientemente, como também caminhar no lusco fusco é uma forma de mentira. Escolher a escuridão ou a luz é, ou devia ser, uma decisão pessoal - é uma prova de carácter, um teste à nossa verdadeira essência.

Bjo

Always disse...

Wind,

Nada do que aqui disseste te envergonha e/ou é desmerecedor. Lamento que penses e hierarquizes os posts como medidores de valências intelectuais. Os comentários são uma forma de trocar de ideias e partilhar pontos de vista, só e nada mais.

Apago os teus comentários porque me pediste para o fazer. Cumpra-se a tua vontade. :)

Always disse...

Whitesatin,

Bem, há sempre uma primeira vez para tudo... até para revelações de teorias fresquinhas! :)

Always disse...

SK,

PS - Na Jukenox Lambchop, é verdade... lembrei-me de ti. :)

Always disse...

Pergunta técnica completamete a despropósito:
Fiz o update do blogg para a versão Beta - Alguém me sabe dizer por que é que perdi a identidade/nicknames em alguns dos posts?
A maior parte das pessoas aparecem como 'anonymous' e agora não se percebe nada da conversa. A versão nova é mais estúpida do que a antiga?!

Estou furiosa!!

SK disse...

Não, mas algo me diz que não há nada a fazer... agora olha! Já está já está. Mas sempre podes tentar procurar nas FAQ do blogger.
Bj


(este teu word verification está cada vez mais irritante. Vê lá só a qt de letras que tive de escrever agora: tsvpyxgy... ... ... ... e mais uma vez (algo não correu bem) smpkydjl... ... ... ... fonix. mais uma vez aymynog, bolas, irra!)

wind disse...

Não te preocupes, é só neste post, porque foi a transição. A mim aconteceu-me o mesmo.
Beijos e fica bem:)

Always disse...

SK,

Acho que não há nada a fazer, o que é chato, porque agora em quatro meses de blog não sei quem é que disse o quê.

Quanto à função 'word verification' vou desactivá-la porque a mim também me irrita. :)

Always disse...

Wind,

Olha que não é só neste post. Estive a ver e aconteceu em várias páginas. Que coisa tão cretina!
Mas pronto, não me parece que haja solução.

Bjos.